12 de dez de 2010

Dica de filme: Querido John

Sinopse: Querido John conta a história de John Tyree (Channing Tatum) e de SavannahCurtis (Amanda Seyfried). Durante sete tumultuosos anos, o casal é separado pelas missões cada vez mais perigosas de John. Apesar de se encontrarem apenas esporadicamente, o casal mantém o contato por meio de uma enxurrada de cartas de amor. Essa correspondência acaba por provocar uma situação com consequências nefastas.
Curiosidades: Baseado no livro do escritor Nicholas Sparks, mesmo autor de 'Diário de uma Paixão' e 'Um Amor para Recordar'.

John Tyree (Channing Tatum) e Savannah Curtis (Amanda Seyfried) se conhecem e se encantam à primeira vista - ou à primeira cena, como preferirem. Ele é um soldado em licença de duas semanas que pega onda em uma pequena praia onde foi criado. Ela é uma estudante altruísta incapaz de falar um palavrão e que está de férias na mesma pequena praia. O destino e as ondas do mar unem o casal, mas a separação é inevitável. Depois de 15 dias de juras de amor, o belo John voltará para a Alemanha, onde está a sua tropa, e Savannah para a faculdade.


Como o rapaz deve concluir o serviço militar em um ano, Savannah sugere que eles continuem se correspondendo, a princípio por e-mail. Mas John nunca sabe onde estará, então eles passam a trocar as velhas e boas cartas de amor. Ele volta para casa no tempo previsto, porém, para passar apenas 18 horas. Os EUA vivem o pós 11 de setembro e o idealista John resolve se realistar - aí ele parece um personagem de Guerra ao Terror, um típico soldado viciado em guerra, aquela coisa bem americana mesmo.
Savannah, indignada, não sabe se aguentará mais dois anos sem o seu grande amor. Ela literalmente se entrega ao amado John, mas não tem muita certeza se este romance vai sobreviver a tudo. É aí que a moça resolve fazer a escolha que mudará não só sua vida mas, claro, a do queridíssimo John. E as consequências desse ato é o que conduz os intermináveis 105 minutos do filme.
Crítica por: Janaina Pereira


Na minha opinião acho que ficou a desejar o filme. Apesar de ser lindo e romântico acredito  que hoje em dia, com e-mail, redes sociais, SMSs e todos os outros meios; a comunicação entre duas pessoas é muito facilitada. Mesmo assim, nada tira o romantismo de uma carta escrita a mão pela pessoa amada.  Mesmo diante de todos os motivos e longas esperas o amor supera tudo. No filme Savannah não consegue esperá-lo e se envolve com outra pessoa, não consegue justificar os motivos e esse amor fica abalado. Não li a obra de sparks ainda, espero lê-la em breve. Acredito na força do amor e na fidelidade do mesmo e quando é verdadeiro resiste ao tempo, distância e se fortifica cada vez mais.
Mas vale à pena ver, pelas palavras de romantismo ditas e pelos encontros e desencontros do casal. Gostei!


2 comentários:

gabyshiffer disse...

Seu blog é uma fofura adorei e já estou te seguindo...
Uma sugestão para quem está começando é facilitar os coments retirando essa conferência de letras ai em baixo...
invesssy (ninguém gosta de mais uma etapa para comentar)
(se é que me permite sugestão...rs)
Boa semana pra vc
Beijos

O Profeta disse...

...Quem sou
Nunca me encontrei na letra de uma canção
Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
Mas perdi-me às vezes na ilusão

Reencontrei-me com o amor
Amargura mora sempre com a razão
Um mágico nem sempre acerta
No seu golpe de mão

Mas fiz mil tentativas nesta viola
Nenhuma nota bateu-me certa
Sou um triste e patético tocador
Desta...Melodia Incompleta...

Doce beijo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...